Showing 7 Result(s)

Favas à algarvia

O Algarve oferece-nos uma gastronomia rica, diversificada, com qualidade e extremamente saborosa. Este prato típico do Barrocal e da Serra Algarvia é bastante saboroso e fácil de confecionar:

Xarém com Conquilhas

Xarém é o nome árabe destas papas, prato muito tradicional de Vila Real e Tavaira. Embora o milho para o xarém se encontre já comercializado, é mais apreciado o milho moído em casa, porque o que o torna particular é ser mal moído (trituram-se os grãos na molineta, a mó natural herdada dos Romanos). Segundo Maria de Lourdes Modesto, em Faro substituem as conquilhas por amêijoas e dão-lhe o nome de Baile de Roda com Castanholas. Há um ditado popular que diz que “Um Olhanense passava / Muito bem para onde fosse / Com um prato de xarém / E uma batatinha doce.

Sopa da Pedra

Um frade pobre, que andava em peregrinação, chegou a uma casa e, orgulhoso demais para simplesmente pedir comida, pediu aos donos da casa que lhe emprestassem uma panela para ele preparar uma sopa – de pedra… E tirou do seu bornal uma bela pedra lisa e bem lavada. Os donos da casa ficaram curiosos e, de imediato, deixaram entrar o frade para a cozinha e deram-lhe a panela. O frade colocou a panela ao lume só com a pedra, mas logo disse que era preciso temperar a sopa… A dona da casa deu-lhe o sal, mas ele sugeriu que era melhor se fosse um bocado de chouriço ou toucinho. E lá foi o unto para junto da pedra. Então, o frade perguntou se não tinham qualquer coisa para engrossar a sopa, como batatas ou feijão que tivessem restado da refeição anterior… Assim se engrossou a sopa “de pedra”. Juntaram-se cenouras, mais a carne que estava junta com o feijão e, evidentemente, resultou numa excelente sopa. Comeram juntos a sopa e, no final, o frade retirou cuidadosamente a pedra da panela, lavou-a e voltou a guardá-la no seu bornal… para a sopa seguinte!