Lampreia à moda de entre-os-rios

lampreia ocupa um lugar de destaque em todas as ementas no início da prima-vera e no período da Páscoa, sobretudo durante os dias em que se realiza o Festi-val da Lampreia de Entre-os-Rios.

Bolinhos de Banha

Nestes bolinhos, típicos de Mértola, uma vila raiana do distrito de Beja, a gordura usada é a banha de porco, como é comum em muitas receitas do Alentejo. Além desta, a receita inclui ingredientes de referência da doçaria tradicional portuguesa: ovos, açúcar, farinha e limão. No final, são passados por açúcar e canela.

Trouxas das Caldas

Consideradas uma sobremesa requintada, tradicionalmente consumida em ocasiões festivas, as trouxas das Caldas são atualmente procuradas durante todo o ano, sendo um ícone da doçaria regional. O amarelo vivo característico, além de evidenciar a utilização abundante de gemas na confeção das trouxas de ovos, evoca os nossos sentidos, dando-nos vontade de saborear tamanha doçura.

Favas à algarvia

O Algarve oferece-nos uma gastronomia rica, diversificada, com qualidade e extremamente saborosa. Este prato típico do Barrocal e da Serra Algarvia é bastante saboroso e fácil de confecionar:

Xarém com Conquilhas

Xarém é o nome árabe destas papas, prato muito tradicional de Vila Real e Tavaira. Embora o milho para o xarém se encontre já comercializado, é mais apreciado o milho moído em casa, porque o que o torna particular é ser mal moído (trituram-se os grãos na molineta, a mó natural herdada dos Romanos). Segundo Maria de Lourdes Modesto, em Faro substituem as conquilhas por amêijoas e dão-lhe o nome de Baile de Roda com Castanholas. Há um ditado popular que diz que “Um Olhanense passava / Muito bem para onde fosse / Com um prato de xarém / E uma batatinha doce.

Francesinha com batata frita e ovo

A francesinha tem a forma de um sanduíche e é constituída por linguiça, salsicha fresca, fiambre, carnes frias e bife de carne de vaca, coberta com queijo posteriormente derretido. É guarnecida com um molho à base de tomate, cerveja e piri-piri. Os acompanhamentos de ovo estrelado (no topo da sanduíche) e batatas fritas são facultativos
Ingredientes necessários:

Tigelada de Abrantes

Chamam-se tigeladas porque são cozinhadas em tigelas de barro vermelho vidrado” e, segundo os especialistas, “as boas tigeladas dependem da forma como são cozidas, já que a riqueza da textura é favorecida pelos alvéolos que se criam com o choque de temperaturas”